segunda-feira, 22 de maio de 2006

Só palavras...

Passamos horas a passear nas palavras, procurei em vão um caminho, uma lógica, um norte, ou um sul, uma direcção.

Acabei a sentir que há alturas em que apenas a anarquia das palavras conseguem nos aproximar do caminho da dor dos outros, e que o divagar no vazio das palavras soltas, será a melhor aproximação para os mistérios que os discursos da dor encerram.

Recuso os clichés dos pensos rápidos das almas, aceito que nunca vai passar, escolho um silêncio estranho em mim, solto meias palavras, tento te tocar com essas letras, o silêncio acalma (me), anseio que estejas bem, sorris….precisas de estar só…sinto….

…só …quero que sintas (saibas) que estou por ali…

3 comentários:

kolm disse...

:-)

Isolamentos disse...

...às vezes é preciso sair por aí, sozinhos...*

:)

Jigoku disse...

e eu estou por aqui. pisco-te um olho de meias palavras.

;)