segunda-feira, 8 de maio de 2006

As noites que não dormem...

Começou tudo com os planos para comer uns caracóis no final da tarde….e apenas me lembro de ver o domingo amanhecer….

Porque os planos não foram os iniciais e não tivemos fogo de artifício, nem caracóis, corremos a cidade a três… (mais tarde éramos já quatro ou cinco).

Na Graça recebemos a noite, despedimo-nos da semana de trabalho [e não só] com umas quantas imperiais, com sabor saudoso dos caracóis….
Jantar improvisado, vinho branco gelado na varanda,..porque se sente um calor diferente por aqueles lados…

Rumamos aos labirintos do bairro de sorriso “influenciado” na cara, depois de perder [ou não] o meu mais directo meio de comunicação com os ausentes presentes, reencontrei algum animo numa iniciativa privada, o colectivo T0 (zero) espaço alugado por três dias para, apresentação de actividades culturais, …passou-se a noite entre companhias antigas, os reencontros da noite e os seus dedos e mãos de conversa…. [uma mais desejadas que outras]

Mas faltava a cantoria, e porque já se tem saudades das fogueiras na praia e da viola a iluminar as vozes….no sábado e sem planos….com umas garrafas de vinho a acompanhar…fez-se magia….dizem que quem canta de saudade canta melhor…e não é que é verdade, as vozes encheram a noite e quando o dia nasceu…doía a cara [e o braço] de tanto rir…

6 comentários:

Isolamentos disse...

...parece ter sido um fim de semana perfeito...lá lá lá.....

macaso disse...

Tenho saudades de comer caracóis. Em Évora...

Luís disse...

Pensava que isso só acontecia a quem bebia vinho tinto...

E desculpa lá, mas o meu fim de semana teve mesmo caracois...:-)

Desinformador disse...

ainda estou à espera dos caracóis... mas a noite de 6f foi... surreal... no mínimo...

gostaba de ter participado nesse karaoke ao luar... mas já estaba em portalegre...

mariadarosa disse...

Eu deixei de comer caracóis no dia que me mudei para o campo, é que são familias inteiras a passar em frente da porta, no estendal, na roupa, dentro de casa ...

Não consigo mesmo ...

As noites não planeadas acabam por ter um gostinho especial e sem bem o que dizes quando falas no calor da zona de lisboa :)))

a lice disse...

Gostei de passar por aqui e de conhecer o teu blog!:)