quinta-feira, 2 de março de 2006

"Acho te alguma piada"

Na inserteza do desenho da curva de todos os dias,
No sorriso que às vezes te adivinho,
No nada por trás de letras que no fim são as verdades de tudo,
Nos rasgos de quase revolta da vida dos outros, que também já foi tua,
Na coragem de viver mais um dia sabendo que nunca vai passar,
Em tudo o que defendes e guardas em ti, como quem sabe que o que importa é .......inexplicável para os olhos....

7 comentários:

Palavra disse...

Há pessoas que nos marcam por vezes de forma apenas explicável descobrindo as palavras do coração..

Palavra disse...

A vida, afinal, é uma autêntica incerteza que se desenha por toda as curvas e contracurvas que vamos ultrapassado. No fim só fica a memória de todos os sorrisos que adivinhámos ao longo do dia, mas especialmente aqueles que tentámos adivinhar na estranha beleza da antítese entre a certeza e o incerto.

Isolamentos disse...

...do fundo do coração. *

mariadarosa disse...

Entende-se por "alguma" uma quantidade indeterminada ... mas pouca, eu cá julgo eu esse alguma é um bocadinho maior.

Beijoca menina do monte da lua, da miuda da horta com vista para o "teu monte".

Hidrogenio disse...

Lindo!
bjs e bom fds.

AMAFAS disse...

Isto anda pouco lamechas... Just kidding!!!

Bom fds!

Flor disse...

hujmmm..que lindo!

Bom fim de semana beijinho