sexta-feira, 25 de novembro de 2005

O trauma do meu primeiro beijo.....

O meu primeiro beijo ao contrário dos mundos e fundos que me prometeram foi um verdadeiro desastre.
Eu já não era propriamente uma criança ou talvez fosse, bom, já tinha 12 anos e andava no 7º ano, e nunca tinha tido qualquer tipo de contacto com rapazes, a não ser a jogar a bola ou a largar uma pantufada neste ou naquele.

Pois sim, nem bate-pé, nem a parte de trás dos autocarros foram experiências da minha infancio-adolescencia, preços a pagar por ser a miúda que faz o mesmo que os rapazes…. As minhas amigas na altura, achavam que eu era esquisitoide, então decidiram encontrar alguém na crosta terrestre que gostasse de mim……. (sim há sempre alguém que gosta de nós) ….

E foi ai que eu conheci o Brontossauro. Esta alcunha foi dada por mim, no primeiro momento em que lhe deitei os olhos em cima, e posso garantir que foi um momento muito, muito muito rápido.
Depois de meses de relutância da minha parte, em conhecer o dito rapaz, lá cedi a pressão, e lá o conheci, o 1º encontro fico então marcado para o dia seguinte.
Chegou a hora sentei-me ao seu lado e depois de dois dedos de conversa acabei com aquilo, já não aguentava mais, ele disse-me que estava apaixonado, depois só me lembro de fechar os olhas com toda a força que tinha, inclinar a cara para a frente e esquecer o mundo por dois segundos… quando os voltei a abrir os olhos, ele tinha o sorriso maior do mundo na cara….sai dali com a sensação de ter feito uma missão humanitária….
Ele ainda perguntou como ia ser o futuro, eu disse-lhe que o futuro a Deus pertence*

*…. espero que Deus tenha sido mais brando do que eu, no entanto continuámos a jogar à bola juntos....

4 comentários:

Vodka e Valium 10 disse...

Os primeiros beijos são sempre coisas que ficam. Por terem sido muito bons ou por terem sido um desastre.

Houve um aos dez anos, casto, fraternal, com um toque de lábios, numa amiga que gostava muito.

Outro, mais velho, já foi mais intenso. Correu bem, fecheio os olhos e confiei-lhe a experiência. Era dois anos mais velha que eue o namoro durou dois meses.

Palavra disse...

O meu primeiro beijo foi 7 anos, na bricandeira infantil de quem não sabia muito bem o que fazer, procurando apenas imitar os romances da televisão. Foi mágico, mas fugaz e ficámos uma hora a olhar um para o outro sem dizer nada até nos despedimos. Nunca mais a vi, só a recordo nos pensamentos da minha infância e na única fotografia que tenho daquela colónia de férias.

kolm disse...

No meu caso "esquisitóides" é favor.
O pior é ter que me lembrar disso cada vez que olho para o "retrato", que está em cima mesinha de cabeçeira materna.
Beijos beijos, naquela altura ... só mesmo em sapos. Era uma autentica Maria rapaz, queria lá saber disso.
O derradeiro foi talvez tarde, mas muito bom!!!

Desinformador disse...

lol... bons tempos...

o primeiro beijo foi na escola... na 4ª classe no meu dia anos, 31 de Maio para quem quiser saber! Foi com akela que toda gente na escola se babava... acho k se chama Carla Silva e nunca mais a vi. Foi tipo flash... nem um segundo durou, depois de todos os coleguinhas terem cantado os parabéns.

O primeiro a sério foi dois anos depois, no ciclo preparatório e foi tipo a tarde toda... descoberta para os dois lados... e quanto mais experimentávamos, mais ideias surgiam...