sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Cartas e memórias...

Volto sempre com a sensação de te saber secretamente por aqui como se ainda estivéssemos jogar às escondidas, é como chegar ao sótão da casa dos avós… há qualquer coisa que deixou de ser nossa porque o tempo passou, mas o cheiro da t-shirt que viajou para mandar vontades e saudades está num canto, o fantoche de dedos está ainda guardado na caixa que trazia promessas de iô iôs, a musica que será sempre a do primeiro beijo começa sem eu saber porquê a tocar na minha cabeça. Tudo do que fomos, está por aqui e dá uma saudade boa de sorrisos de pino, de segredos de pinheiro mágico, e de noites passadas a sonhar e a desejar acordado…

Sei que vais passar aqui e eu cá estarei a jogar às escondidas ou à macaca...

Boa noite trapezista

4 comentários:

Anónimo disse...

Até porque há coisas que não mudam. Volto aqui sempre...e isso não é segredo. *

Trapezista

AMAFAS disse...

Então não se escreve em 2011???
Hehehehe

Kiau Liang disse...

Para quem não escreve deste 2008....
Nem pensei que ainda existisse vida em ti...lol

E desde já muito obrigada por chamares escrita ao que faço "ali" de vez em quando...

Só se voltará a escrever quando o computador lá de casa o permitir... até lá, é esperar....
:)

Lollipop disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.